segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

Resenha do livro - Toda Sua

Imagem tirada da internet
Título: Toda sua
Autor (a): Sylvia Day
Número de páginas: 280
Editora: Paralela
Ano: 2012
Nota:


Sinopse: Eva Tramell e Gideon Cross, uma dupla ardente de paixão! 
Gideon Cross entrou na minha vida como um relâmpago na escuridão... Ele era inteligente, bem-sucedido, rico e muito lindo. Fiquei obcecada por ele como nunca tinha ficado por ninguém, por nada. Ansiava por seu toque como uma droga, mesmo sabendo que aquilo acabaria me destruindo. 
Eu tinha meus problemas, e ele fez com que viessem à tona muito facilmente. Gideon sabia. Ele também tinha seus problemas. E nós acabaríamos sendo o espelho que refletia os traumas e os desejos mais secretos do outro. 
Seu amor me transformou, e eu rezava para que nosso passado não nos separasse. 


Minha opinião: Eu li esse livro depois de 50 Tons, e devo admitir que vi MUITAS semelhanças entre os dois. Posso estar errada, vocês podem discordar, porém, na minha opinião eu achei que há muitas coisas parecidas, pra não dizer IGUAIS nos dois livros.
Em 50 Tons temos um homem super rico, lindo, sexy, dominador... ao melhor estilo de Simba "Tudo onde o sol toca me pertence". Mas a diferença se encontra na personagem feminina, onde em 50 Tons temos uma personagem insegura, cheia de problemas e complexos, onde ela não confia em si mesma e sempre se coloca pra baixo de todo o universo. Em 'Toda Sua' temos uma mulher com problemas e traumas, porém forte, determinada e que se acha linda e faz com que as pessoas a achem também.
Eva teve um problema sério de infância e levou seu trauma para a vida adulta, ela foi abusada por seu meio-irmão quando era mais nova e leva esse medo de relacionamentos por causa dele, apesar de viver com medo e com as lembranças daquele acontecimento, Eva luta dia-a-dia para provar ao mundo e a si mesma que tem capacidade de ser uma mulher muito melhor. E é aí que ela conhece Gideon, um Christian Grey sem sado-masoquismo. Dominador, sexy, lindo, com um corpo escultural, porém possessivo.
Eles começam um relacionamento conturbado, um relacionamento que tem tudo para dar errado, mas o amor sempre fala mais alto.

Considerações finais: Mesmo com muitas semelhanças entre os dois livros há também muitas diferenças, até mesmo o gênero, mesmo sendo erótico, são dois tipos de livros completamente diferentes entre si no sentido do próprio gênero. Em 50 Tons vemos mais sobre sado-masoquismo e dominação, enquanto em Toda Sua vemos um erotismo mais "leve", mais "romântico", onde há mais um jogo de sedução do que dominação. Isso me chamou mais a atenção nesse livro do que em 50 Tons.
Minha nota para esse livro é 4,0 (numa escala de 0 a 5)


Por: Amanda B. Grippa

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Nós conte a sua opinião sobre o assunto :)