quarta-feira, 4 de março de 2015

Resenha do livro - Penumbra

Título: Penumbra
Autora: Yásmin Lunna Mills
Editora: Livro foi lançado independente
Número de páginas: 151
Nota: -


Sinopse: O que você faria se aquele cujo você acreditava ser seu único amigo some sem explicação?
Bem... eu fui ao submundo trazê-lo de volta. 
Embarque num mundo mágico e sombrio ao lado de duas crianças desavisadas que enfrentarão os mais terríveis problemas. Se apaixone pelo Grifo, por Saadia Tardin e pelas histórias que se escondem em cada parágrafo.

Minha opinião: Devo admitir que fiquei muito decepcionada com esse livro. Quando li a sinopse achei que o livro seria incrível, que a história ia ser surpreendente, mas foi como se alguém tivesse vindo e jogado um balde de água fria do tamanho do oceano pacífico. 
Bom, digamos que a base da história é muito boa, só teria que ser melhor desenvolvida. 
A história em si é muito boa, dá vontade de ler mais de querer saber mais, porém parece que a autora correu demais com a história. 
Quando comecei a ler, tive a impressão de estar lendo uma releitura de as Crônicas de Nárnia, realmente há muitas semelhanças, se essa foi realmente a ideia da autora, não sei dizer.
O livro se baseia na história de Saadia e Ethan, duas crianças que descobrem um mundo paralelo e acabam indo parar no meio de uma verdadeira guerra entre os povos e os deuses desse mundo. Segundo a profecia, duas crianças chegariam ao submundo e despertariam o grande Deus para trazer novamente a ordem e paz para aquele lugar. 
Lendo esse livro eu pensei, que se ela tivesse desenvolvido melhor, tivesse "enrolado" um pouco mais, o livro seria sensacional. Não sei explicar, acho que esse conteúdo deveria resultar no mínimo em uns 3 livros, com 150 páginas cada, e não somente 150 páginas para contar tudo o que foi contado. Nas primeiras 20 páginas do livro as crianças foram e voltaram do submundo, foram capturadas, presas, escaparam e conheceram o Grifo, tudo isso em apenas 20 páginas! Eu usaria essas 20 páginas apenas para contar mais sobre o que eles faziam ANTES de conhecer o submundo! Mas enfim, cada um escreve do jeito que achar mais adequado. 

Considerações finais: Voltando a dizer, acho que se o livro fosse desenvolvido com mais calma, se a autora se apegasse mais aos detalhes, esse seria um livro para competir com as Crônicas de Nárnia do meu amado C. S. Lewis. Porém, como não foi isso que aconteceu, fico com a impressão de ter lido uma releitura um tanto mal escrita de as Crônicas de Nárnia. Sem contar que alguns personagens são Ctrl C Ctrl V do livro né... Bom, não vou dar uma nota para esse livro, sinto muito, mas teria que melhorar bastante em alguns aspectos para conseguir uma nota 2. Sinto muito, mas o livro não me cativou. Espero que não somente a autora ou quem leu essa renha, mas todos que um dia pensam em escrever um livro levem em consideração as críticas aqui feitas como críticas CONSTRUTIVAS e não DESTRUTIVAS. 
Para quem pensa em escrever um livro, ou está escrevendo um livro ou já escreveu um livro, pare e pense "Eu leria isso?" "Eu gastaria meu dinheiro para comprar esse livro?". Sempre tenha uma pulga atrás da orelha com o que escreveu, com o trabalho que fez. Lógico, não fique pensando somente coisas negativas, mas não ache que tudo o que escreveu está 100% ótimo. É bom termos sempre um pézinho atrás. 


Por: Amanda B. Grippa

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Nós conte a sua opinião sobre o assunto :)