quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

Conhecendo Autora: Socorro Acioli

BIOGRAFIA
Foto -Socorro AcioliSocorro Acioli nasceu em 1975 no Estado de Ceará. Jornalista, com Mestrado em Literatura Brasileira pela Universidade Federal do Ceará e Doutoranda em Estudos de Literatura pela Universidade Federal Fluminense. Foi aluna de Gabriel García Márquez na oficina de criação e roteiro Como contar um conto, em Cuba (2006). Tradutora do espanhol, transpôs para o português o livro As Lágrimas de Shiva, do escritor espanhol César Mallorquí (Editora Biruta). Escritora convidada da Biblioteca Internacional da Juventude de Munique, Alemanha (2007). Tem treze livros publicados. Por seus livros infantis, já recebeu o Prêmio de Melhor Obra Infantil da Secretaria de Cultura do Estado do Ceará, o Selo Altamente Recomendável da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil – FNLIJ e foi finalista do Prêmio João de Barro da Prefeitura de Belo Horizonte com o livro “O anjo do lago”, publicado pela Editora Biruta. Outros livros de sua autoria publicados pela Editora Biruta são A bailarina fantasma e Inventário de segredos, ambos selecionados pelo Ministério da Cultura para o PNBE 2011.

REDES SOCIAIS:


 A Bailarina Fantasma 

A Bailarina FantasmaO Theatro José de Alencar é um lugar mágico. Foi construído em 1908 e graças 
aos cuidados que tem recebido, ainda conserva a mesma beleza e encanto do dia 
de sua inauguração . Parece inacreditavel que seja possível sentar nas mesmas 
cadeiras em que tantas pessoas estiveram há cem anos, quando a cidade recebeu 
de presente essa jóia de arquitetura.

Até hoje a empresa escocesa MacFarlane & CO, que forneceu o ferro para 
estrutura da sala de espetáculos, indica o Theatro José de Alencar como uma 
de suas obras mais bonitas, dentre tantas espalhadas pelo mundo. Além do 
material vindo da Escócia, a beleza desse teatro também conta com a obra de 
artistas plásticos, arquitetos e engenheiros brasileiros.

Parece que os fantasmas gostam de teatros antigos. Com esse não é diferente. 
Há anos os funcionários e artistas que frequentam essa casa relatam histórias 
sobre uma bailarina jovem, bonita, quase transparente, que dança no palco 
pela madrugada, passeia pelos corredores e tenta fazer contato com alguém que 
não tenha medo do seu hálito gelado. A bailarina fantasma tem algo a dizer e 
uma história para contar. Sua vida se confunde com a vida dessa casa 
centenária. Só alguém com muita coragem será capaz de ouvir.



Por: Carol Cadiz

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Nós conte a sua opinião sobre o assunto :)