sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

Resenha do Livro: Não se Apega, Não

Não Se Apega, NãoTítulo: Não se Apega, Não
Autor (a): Isabela Freitas
Número de páginas: 456
Editora: Intrínseca
Ano: 2014
Nota: 
Sinopse: "Desapegar: remover da sua vida tudo que torne o seu coração mais pesado. Loucos são os que mantêm relacionamentos ruins por medo da solidão. Qual é o problema de ficar sozinha? Que me desculpe o criador da frase “você deve encontrar a metade da sua laranja”. Calma lá, amigo. Eu nem gosto de laranja. O amor vem pros distraídos.
Tudo começa com um ponto-final: a decisão de terminar um namoro de dois anos com Gustavo, o namorado dos sonhos de toda garota. As amigas acharam que Isabela tinha enlouquecido, porque, afinal de contas, eles formavam um casal PER-FEI-TO! Mas por trás das aparências existia uma menina infeliz, disposta a assumir as consequências pela decisão de ficar sozinha. Estava na hora de resgatar o amor-próprio, a autoconfiança e entrar em contato com seus próprios desejos.
Parece fácil, mas atrapalhada do jeito que é, Isabela precisa primeiro lidar com o assédio de um primo gostosão, das tentações da balada e, principalmente, entender que o príncipe encantado é artigo em falta no mercado.
Isabela Freitas, em seu primeiro livro, narra os percalços vividos por sua personagem para encarar a vida e não se apegar ao que não presta, ainda assim, preservando seu lado romântico."
Isabela acaba de terminar um namoro e ao mesmo tempo em que quer desapegar desse “amor”, quer encontrar outra pessoa para suprir essa ausência ao seu lado. Ela nós vai contado várias historia e vários concelhos. É uma narração em primeira pessoa que consegue passar concelhos para o leitor.
Esse titulo é bem curioso não acham? Ele passa uma ideia de que o livro é apena mais autoajuda entre tantos outros.  Mas não. O que me deixou curiosa além do titulo foi sucesso que ele fez. Diversas vezes me deparava com criticas positivas do livro e isso só foi me deixando com mais e mais vontade de entender por que um autoajuda estava na boca do povo e me surpreendi.
Confesso nunca ter conseguido levar um livro desse gênero pra frente, mas esse? Em três dias já estava entrando de ressaca de tão maravilhoso que ele é. Ele é diferente contém historia que nos remetem a realidade de qualquer pessoa. As historias que a Isabela vai contando mostra o quanto nós seres humanos somos carentes e precisamos aprender a desapegar.
E é nessa forma de historia do passado intercalada com o presente que os conselhos vão sendo passados e nós vamos absorvendo sem nem notar.
A diagramação esta incrível a separação do capitulo com as páginas vermelhas, concelho do lado esquerdo pequeno e o titulo grande na direita como se fosse uma página de e-mai,l trás uma singularidade fantástica.
Estou com uma fila imensa de amigas me pedindo o livro para ler, mas eu a acabei fazendo diferente da proposta do livro e me apeguei tanto a ele que nem sei se vou emprestar paras as amigas.
Na minha humilde opinião TODAS as garotas devem ler esse livro. Ele vai mostrar para as mais novinhas a não acreditarem em tudo, para as mais velhas a realmente desapegar ao que não lhes fazem bem.


Por: Carol Cadiz

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Nós conte a sua opinião sobre o assunto :)