quarta-feira, 6 de abril de 2016

Resenha do Livro: A Maldição de Arthur (Série Imortal #1)

Título: A Maldição de Arthur (Série Imortal #1)
Autor (a): Graci Rocha
Número de páginas: 320
Ano: 2016
Nota: 
Onde comprar: Editora
Sinopse:"Cass fechou os olhos e cochilou, queria falar com Arthur, dizer o que sentia, despedir-se de Gael, desculpar-se com Toruk, elogiar Terian, agradecer ao senhor Myagui dos goldlins, Karhystrs e perdoar Lancelot. Eram muitas palavras a serem ditas e ela não tinha certeza de que conseguiria. Tentou reunir um pouco de sua energia restante, mas fora envolvida pela dor e uma terrível angústia. Dormiu por alguns minutos e teve certeza de que estava morrendo."
Você acha que já viu tudo? Que já leu todo tipo de história de terror ou aventuras mirabolantes? Que já conheceu todos os demônios e anjos que poderia suportar? Na certa você ainda não conhece Cass, uma mulher temperamental que não suporta receber ordens. Ah! E que é também a filha do Diabo.
Mas as coisas entre bem e mal não são tão simples como conhecemos, o bem nem sempre é bom e o mal nem sempre é tão mal assim, e desta forma, Cass, uma imortal que não aparenta ter mais do que vinte e cinco anos, vem burlando as regras e boicotando o pai.
Entre aliados inesperados e inimigos surpreendentemente assustadores, a bela que já vivera muitas vidas, vai descobrir que estar do lado dos bonzinhos é muito mais difícil do que imaginava.
A maldição de Arthur é o primeiro livro da série Imortal e conta como Cass e seu fiel escudeiro, Luke, partem em busca do medalhão Pendragon, herdado pelo rei Arthur, mais de mil anos antes. O único problema é que Arthur está morto e Lancelot é um imbecil. Bom... talvez nem tudo seja o que parece.
Entre ajudar um antigo aliado a combater um inimigo maligno, salvar um reino, resgatar uma noiva e quebrar maldições, muitos corações serão conquistados e uma disputa pelo amor de Cass vai se desenrolar.
O final é apenas o começo..."



Resenha: Ser imortal tem seus grandes defeitos e suas enormes qualidades. Mas além de ser imortal, ter um pai extremamente renegado faz a pessoa ser o que? Isso mesmo uma mistura quase perfeita. Cass ao contrário do pai procura ajudar as pessoas, e fazendo isso tem o seu passatempo perfeito, irritar o pai. Ela tem como companheiro de viagem a alguns anos um mortal chamado Luke, que é uma graça por sinal.

A jornada dos dois tem um salto quando recebem um recado de que precisam do medalhão de alguém que foi muito importante na primeira lembrança de vida da Cass a tantos anos trás.

Essa fantasia tem um toque de humor que torna o livro irresistível. A personagem principal tem um farto pesado a levar em relação ao pai e autora colocou o sarcasmo e a ironia na personagem que dá aquela leveza que só algumas tiradas são possíveis de conseguir.

Mais que um triangulo amoroso, a disputa por alguém que demonstra ao máximo não estar nem ligando para os três bobos que não sem do seu pé, é a pitada perfeita de romance. Por cada um deles terem suas peculiaridades e seus momentos com a Cass faz com que seja impossível torce por apenas um. Todos tem seu charme que deve ser considerado a altura.

Como toda história de fantasia ela é repleta de personagens, o estranho é que nos apegamos a quase todos, afinal o elementos que a autora incorporou a cada personagem, cada peculiaridade de cada raça nos deixa mais e mais encantados por esse universo chamado Lemúria.

Sim tem o Arthur na história, dãa, que não é nada menos que o Arthur da espada presa na pedra, Excalibu. Ah tem Lancelot também, um ruivo mulherengo delicioso. Mas essa história foi modifica e destrinchada. Eu não conheço direito o conto oficial, mas adorei essa. São personagens fortes que passam de uma história a outra, sendo bem preservadas suas características pela autora.

Para quem gosta do gênero não pode deixar passar batido, pois como disse tem humor que incorpora a suavidade trama. Ando lendo muitas fantasias, mas no geral elas acabam sendo pesadas e densas, por mais que eu goste disso, ver que tem alguém tentando inovar e deixando essa fluidez em um gênero marcado pela densidade e seriedade é maravilhoso.

Por: Carol Cadiz

16 comentários:

  1. Oiii, tudo bem?
    Achei um livro bem diferente do que atualmente ando lendo, a premissa até despertou um certo interesse sabe? Mas, no momento estou evitando séries que estão no início ou que até já tenham continuação pronta. Sua resenha ficou incrível <3
    Beijão

    ResponderExcluir
  2. Ei Carol,
    Esse livro é minha cara mas estou fugindo de séries, já tenho tantas para finalizar que me da desanimo iniciar outra. Como gostei da premissa do livro vou colocar no Skoob para não esquecer dele e esperar até o final para poder ler. Dúvida: a autora é Anna Todd ou Graci Rocha?

    Coração Leitor

    ResponderExcluir
  3. Acho que a séria reserva grandes aventuras e emoções, né?
    Adorei! Já vai pra minha lista!

    Beijinhos...
    http://estantedalullys.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi!
    Nossa, gostei muito da premissa deste livro, é bem a minha cara.
    Mais um pra wishlist!

    Beijos
    http://ummundochamadolivros.blogspot.com.br/2016/04/entrevista-com-o-autor-jessica-spotswood.html

    ResponderExcluir
  5. oieee
    gente adorei a historia e a capa, lembra u pouco o trono de vidro

    beijocas

    ResponderExcluir
  6. Oioi!
    Não conhecia o livro A Maldição de Arthur, mas logo de cara ja gostei da capa.
    E ao ler a premissa, fiquei mais interessada ainda.
    Amei saber que a fantasia tem um toque de humor que torna o livro irresistível!!
    Sempre gostei da historia do Rei Arthur e a Excalibu e vou ler com certeza.
    Beijos.

    Livros e SushiFacebookInstagramTwitter

    ResponderExcluir
  7. Esse é aquele típico livro que só de bater a cara na capa eu já compraria. Depois de ler a resenha já fiquei com mais vontade ainda de conhecer a obra.

    ResponderExcluir
  8. já eu prefiro Fantasias regadas à drama, qualquer traço de humor e leveza/comédia que eu encontrar na leitura já me desanimam.. humor, só se for aquele mais ácido, tipo intriga, sabe??? acho que essa obra não é pra mim... sem contar que ando evitando triângulos amorosos...
    bjs...

    ResponderExcluir
  9. Eu estou evitando um pouco Séries, pois começo mas nunca termino.
    E também estou fugindo um pouco de romances, principalmente dessa guerra pelo amor da garota. Não sei, ao mesmo tempo que me atraiu me incomodou um pouco... vou pensar.
    bjs, bjs

    ResponderExcluir
  10. Olá,
    Antes de mais nada se você não leu nada do Rei Artur recomendo fortemente, já que muitos livros se baseiam nele. Gosto de livros de fantasia com maldições e essas coisas, ainda mais misturando elementos já conhecidos.

    http://euinsisto.com.br

    ResponderExcluir
  11. Oi, tudo bem?
    Nunca tinha lido nada sobre esse livro e apesar de não ler muita fantasia, fiquei curiosa com essa história e acredito que seria conquistada facilmente, porque adoro histórias com toque de humor e pelos seus comentários a personagem é cativante.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  12. Oie, tudo bem? Adoro o gênero e gostei bastante da premissa, anotei a dica e a resenha está maravilhosa, valeu!

    ResponderExcluir
  13. Olá, adoro o gênero e ainda não conhecia essa obra, sendo assim, valeu a dica!

    Abraços
    Literaleitura

    ResponderExcluir
  14. Olá, eu já li outros livros da autora e amei e já estou com o ebook deste para ler, se tiver tempo leio ainda este mês, e pela sua resenha tenho certeza que vou adorar o enredo e os personagens *-*

    Visite "Meu Mundo, Meu Estilo"

    ResponderExcluir
  15. Ser imortal para mim é um grande problema. Olha, curti muito o enredo do livro, desde a capa ao contexto é bastante convidativo, a única coisa que não me agradou muito é o fato de ser com continuação.

    ResponderExcluir
  16. obrigada pela resenha Carol, adorei como sempre. Não vejo a hora da resenha de A Maldição de Lancelot. Super beijo.

    ResponderExcluir

Nós conte a sua opinião sobre o assunto :)