quarta-feira, 13 de julho de 2016

Resenha do Livro: O Mestre das Cordas

Título: O Mestre das Cordas
Autor (a): Philippe AlencarExibindo FinalTituloWeb.jpg
Número de páginas: 414
Ano: 2016
Nota: 
Onde comprar: Arwen
Sinopse: As terras de Arkandur formam o último continente — o único lugar onde a humanidade perseverou e vive em paz com os sábios conhecidos como magos. No entanto, tudo muda quando rituais necromânticos começam a espalhar caos e horror pelos três grandes reinos. Os reis, receosos e pressionados por seus conselheiros, decidem assinar a lei que proíbe permanentemente a prática de magia. Os magos passam a ser caçados não somente pelas tropas reais, mas também pela sombria cavalaria da Justiça Armada Noturna, cujas espadas são tão gélidas quanto suas almas.
Mas, dentre os poucos sobreviventes, surge Barton: um bardo capaz de tornar os sons do mundo em sua fonte de magia. Atormentado após presenciar o assassinato da esposa em um lago sem fim, o bardo vê um novo destino à sua frente quando um velho amigo o recruta para uma perigosa jornada, e juntos partem em busca da verdade por trás da sombra nefasta que devora o mundo. Atendendo ao chamado, o músico compreende a vida como uma melodia, cabendo a ele regê-la. Porém, inúmeros segredos estão guardados ao longo das escalas musicais que ele terá de desvendar, onde cada nota poderá surgir como um aliado... ou um algoz. Uma canção em que deuses e demônios ditam as regras, e humanos e magos clamam para si o direito de reescrevê-las.

♥♥♥

Assassinatos com magia negra começaram a acontecer em todos os cantos de Arkandur. Os Exibindo 13445564_780960738701151_5541833084579054247_n.pngsuspeitos? Os magos, que em grande maioria eram braço direitos dos reis. 

Uma lei anti-magia foi aprovada e os magos tiveram que se esconder para sobreviver. Apenas três ainda se mantem vivos com suas magia um pouco enferrujadas pelo tempo.

Os últimos sobreviventes partem em busca de respostas para erradicar toda a magia negra e mostrar que nem todos os magos são malignos.

Ainda estou confusa com esse livro. Demorei muito para conseguir me apegar aos personagens. O enredo é empolgante, mas o distanciamento dos personagens me fez perder o gosto. Porém, quando aparece uma bela ladina eu começo lentamente me conectar não só com ela e sim com todos que me pareciam indiferentes. 

O plot twist desse livro é de tirar o folego jamais imaginei o que acontece no livro acontece e nunca li uma história com uma reviravolta tão fantástica. Da segunda parte, o livro é dividido em três partes e narrado em terceira pessoa, não conseguia largar de forma alguma a leitura. 

Comecei desapegada e terminei querendo sabe mais da vida dos personagens depois de tudo.

A descrição que o autor faz dos personagens e cenários é no ponto, na minha opinião. Nem de mais nem de menos. Deixa que criemos a nossa interpretação do que ele imaginou. 




Por: Carol Cadiz

Um comentário:

  1. Obrigado pela resenha, Carol! Agradeço tua opinião, o teu feedback é essencial. Abraço e parabéns pelo blog.

    ResponderExcluir

Nós conte a sua opinião sobre o assunto :)